Vazio

Em frente ao piano 

Estala os dedos

Bate três vezes no dó

e chora

Ela quer ser música

mas o som de si machuca

e a melodia desafina

antes mesmo do refrão

Quem sabe um livro

que seja ela

que complete a estante

que tire as teias do peito

Se sua palavra não fosse pouca

Se uma pena conseguisse

Dar tom à sua voz, rouca

Os capítulos teriam vida

Fosse dança, talvez

Fazer do seu corpo um cisne

e do pliê um voo

Queria rodar no centro 

Até fazer o seu mundo rodar

Mas no primeiro giro

Já se faz em tontura

Queria ser protagonista

Fingir que sente no palco

Atuar cada ato 

Sem corte

Para ouvir um aplauso no final

Queria ser palavra

Queria ser arte

Queria traduzir de qualquer forma

O que sua alma tem falta

Mas o silêncio grita

E transforma o vazio em tristeza

Advertisements
This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s